O Sentido da Audição do Cavalo

 

Assim como a visão, a audição do cavalo é bem adaptada para a percepção de qualquer ruído diferente, o que é indispensável para a sobrevivência da espécie.

 

Os cavalos possuem orelhas relativamente grandes e côncavas. A forma afunilada ajuda a dirigir as ondas sonoras em direção aos tímpanos. O movimento de cada orelha é controlado por dezesseis músculos que podem operar independentemente. Deste modo, o cavalo é capaz de voltar sua atenção a dois focos de sons diferentes.

 

As orelhas do cavalo podem girar até 180 graus, o que o capacita a perceber de longe a aproximação de alguém. Além do mais, o torna sensível a modificações climáticas (alterações de ventos ou proximidade de chuva), imperceptíveis ao homem.

 

Quando as orelhas estão voltadas para trás, o canal auditivo fica totalmente obstruído, impedindo uma perfeita audição. Por este motivo, quando o cavalo ouve um ruído muito alto, tende a voltar as orelhas para trás para abafar o som desagradável.

 

 

A Frequência Auditiva

 

A frequência dos sons é medida em Hertz (Hz). O nosso alcance de audição vai de 20Hz até 20kHz, mas os cavalos podem ouvir desde 60Hz até 33,5kHz, aproximadamente. 

 

Portanto, o cavalo é capaz de captar sons não captados pelo homem. Ao contrário dos cães (que captam melhor os sons graves), os cavalos captam os ultrassons agudos, porém não conseguem ouvir uma certa frequência de sons graves que nós conseguimos.

Essa sensibilidade auditiva pode trazer sofrimento ao cavalo. Barulho excessivo o deixa sobressaltado e agitado. 

 

Cavalos do exército e da polícia, por exemplo, são treinados exaustivamente por meio de técnicas de habituação e dessensibilização, para aprenderem a suportar os gritos das multidões, apresentações de fanfarra, barulhos de tiros e explosões.

 

A Localização do Som

 

Quanto à localização da fonte dos sons, o cavalo sobrepuja muito o homem. Enquanto o ser humano é capaz de localizar um som em um ângulo de 1 grau, o cavalo tem um limiar de cerca de 25 graus!

 

Ele também é dotado de um sistema de alerta coordenado entre a visão e a audição. Podemos observar isto na simultaneidade entre os movimentos da cabeça e dos olhos quando o cavalo ouve um ruído inesperado.

A Distinção Sonora

 

O cavalo reconhece ruídos familiares e também os comandos dados pelo homem e parecem melhores do que o ser humano para distinguir entre sons de intensidade aproximada.

 

As Ondas Sonoras 

 

O som pode ser descrito através de uma sequência de ondas sonoras, que são ondas de deslocamento, densidade e pressão que se propagam pelos meios compressíveis, como o ar, a água ou um sólido.

 

Nem toda onda sonora é percebida como ruído e nem todas são identificadas pelo ouvido. 

 

As vibrissas (bigodes) ao redor do focinho e inclusive os cascos são considerados, até certo ponto, como detectores de energia vibrátil, a energia da onda sonora.

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
  • Wix Google+ page

Outubro de 2014.