O Manejo Etológico 

A relação animal - ambiente físico - saúde clínica tem sido cada vez mais documentada.

 

O ambiente cativo difere significativamente do natural em vários aspectos. 

 

O dinamismo de um ambiente natural é incomparável com a previsibilidade de um cativeiro; fatores físicos tornam o ambiente cativo menos estimulante e com menor possibilidade de escolhas em relação ao natural.

Hoje, podemos afirmar que mais de 85 milhões de animais que vivem em cativeiro apresentam algum tipo de problema comportamental (estereotipias), 

porém já é comprovado que técnicas que utilizam 

modificações ambientais têm contribuído grandemente para reduzir esses comportamentos indesejados.

 

O manejo etológico dos estabelecimentos equestres consiste em adotar medidas que atuem tanto na prevenção, quanto no tratamen-

to de problemas comportamentais e físicos dos cavalos.

 

E esse tipo de manejo possui como alicerce o comportamento natural do cavalo, e através desse conhecimento prévio serão recomendadas mudanças (ou adequações) nas instalações, na gestão, no trato e no manejo dos cavalos.

 

Essas modificações serão  direcionadas principalmente para atender às necessidades específicas do cavalo e são também a única maneira de impedir o surgimento e continuidade das mais diferentes aberrações comportamentais.

 

Como há uma certa dificuldade de reverter os comportamentos aberrantes já estabelecidos, a prevenção é de suprema importância.

Dezembro de 2013.