Os Sentidos Especiais dos Equinos

 

Embora os equinos possuam os mesmo cinco sentidos que o homem, eles funcionam de maneira diferente. Veremos um pouco de cada um deles.

 

 

A Visão

 

O equino é uma presa na natureza e por isso o seu corpo é completamente adaptado para fuga. Entre lutar e fugir, ele sempre escolherá a segunda opção. Para que uma fuga seja realmente eficaz, é necessário que o cavalo esteja munido de um perfeito "radar" de predadores e, é aí que está a grande importância do sentido da visão.

 

O tamanho do olho do cavalo é 5 x 6,5cm e é um dos maiores entre os mamíferos existentes. Isso quer dizer que ele utiliza prioritariamente a visão para obter informações que estão ao seu redor.

 

O campo de visão do equino é maior do que o do ser humano, mas a sua percepção de profundidade é menor. No plano horizontal, os equinos podem ver quase 360 graus! Cada olho do cavalo pode ter um campo de visão de até 215 graus, em um plano paralelo ao canto do olho.

 

Existem dois pontos cegos importantes, ou seja, ângulos que o cavalo não consegue enxergar: um fica diretamente atrás do cavalo e consiste na área bloqueada pela largura da cabeça e possui um ângulo de cerca de 5 graus; e o outro está diretamente abaixo do seu nariz em relação ao plano vertical. Por isso, um cavalo pode não enxergar muito bem uma cerca quando a pula de qualquer jeito.

 

Qualquer coisa surgindo de repente do ponto cego do cavalo, pode assustá-lo. Por este motivo que não é recomendado deixar leigos passar por detrás destes animais. Os cavalos podem reagir de modo brusco quando estão assustados.

A Visão com pouca Luz

 

Os equinos enxergam muito bem no escuro, melhor que os seres humanos!

Esta capacidade se deve a uma camada fibroblástica que eles têm abaixo da retina, revestindo o globo ocular. Esta camada reflete a luz do ambiente de volta para a retina, aproveitando melhor toda iluminação disponível. Isso pode ser bem observado durante as cavalgadas noturnas.

 

Apesar de enxergar melhor do que os humanos à meia-luz, o cavalo se adapta mais devagar às variações de luminosidade.

Por este motivo observamos uma certa dificuldade nos equinos ao entrar e sair de suas baias ou caminhões de transporte. Eles demoram mais tempo para conseguir enxergar com nitidez os ambientes com diferentes iluminações.

 

Devemos ser pacientes nestas transições.

 

Se observamos o formato das pupilas dos cavalos, veremos que são mais largas do que altas. Isso diminui a quantidade de luz que entra nos olhos que vem de cima ou de baixo, mas mantém o campo visual no plano horizontal estável.

A Acuidade Visual

 

Acuidade visual é o grau em que os detalhes e contrastes das cores são captados.

 

A acuidade visual do cavalo é menor que a do homem. Porém ele consegue perceber bem a silhueta de um cavalo específico no meio de outros tantos e também consegue identificar facilmente pessoas conhecidas através dos traços faciais.

 

Os equinos conseguem focalizar melhor as imagens distantes do que os objetos muito próximos. Isso pode ser facilmente observado quando um cavalo levanta a cabeça para enxergar com mais nitidez um objeto a curta distância. Desta forma ele tenta focar o objeto em questão dentro do seu campo visual.

Observação: O conhecimento de como o cavalo enxerga o meio que o cerca, nos possibilitará entender melhor o motivo que o leva a temer pular cercas, temer pessoas que passam por detrás dele a uma curta distância, resistir entrar em ambientes um pouco mais escuros do que o que ele está e etc.

 

Outubro de 2014.

  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
  • Wix Google+ page